Arte Plástica Artur Efigénio

News

Atividades
Inauguração Exposição Biblioteca Municipal de Odemira 15 mar 2019
Inauguração Exposição Biblioteca Municipal de Odemira 15 mar 2019
https://www.facebook.com/diariodoalentejo/photos/a.107586039333551/2168421493249985/?type=3 

 
Diário do Alentejo
Quadro de honra
A terra e o mar como definição de um povo
Artur Efigénio 49 anos, natural de São Teotónio, Odemira
Iniciou a sua atividade, enquanto artista plástico, no ano de 2001, em Beja. Desde aí, participou em várias exposições individuais e coletivas, constando algumas das suas obras em coleções particulares, nacionais e internacionais. Desenvolve o seu trabalho procurando estabelecer uma forte conexão com a terra, a natureza e “tudo o que nos faz sentir e imaginar”.
“No limiar do efémero” é o título da exposição de pintura, da autoria do pintor Artur Efigénio, que está patente ao público até ao dia 4 de abril, na Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira. Uma mostra na qual o autor utiliza nas obras apresentadas vários materiais, como óleo, acrílico, materiais reciclados e areia.

Existe uma intenção específica ao conjugar materiais reciclados nas obras em exibição?
Poderei dizer que essa intenção existe já que, tal como em tudo nas nossas vidas, há ocasiões para se ser rigoroso e sério, e outras em que nos é permitido o sonho e a extroversão. Penso que é a conjugação do clássico com o alternativo – através da utilização de objetos que teriam como destino o lixo, de areia ou até da própria terra, apanhada diretamente do chão com as mãos e atirada para uma tela em branco – que irá dar profundidade e garantir o equilíbrio visual e emocional, essencial na arte como na vida.
Sendo alentejano, nascido junto ao oceano, qual a importância da terra e do mar no seu impulso criativo?
São fundamentais, podendo mesmo afirmar que são as duas maiores influências na minha obra. A terra, sempre quente, plana e imensa, e o mar, infinito, profundo e poderoso, sempre estiveram presentes nas minhas obras. É a mistura destes dois componentes, e a forma como eles se envolvem, que define os alentejanos do litoral.

E quais as cores com que mais gosta de pintar o “seu” Alentejo?
Os tons pastel que transmitem a tranquilidade e a harmonia, características particulares do Alentejo e dos próprios alentejanos que, como povo mediterrânico, espelham essas suas influências. Os castanhos e o ocre, numa alusão direta à terra. E os azuis, sob influência do mar, justapondo-se numa simbiose complementar da própria natureza.

O que procura enquanto desenvolve uma obra artística?
Passar momentos extraordinários de abstração, contemplação e liberdade criativa. Mas também a resposta às questões e inquietações que sempre atormentaram o pensamento mais profundo e filosófico da humanidade. Tento, através das minhas obras, levar o observador a um exercício dialético de contradições. A procura da verdade através da reconciliação e contraposição. Os porquês. O abstrato. O divino. Todos eles são temas que são encontrados na plenitude das minhas obras.

O que mais deseja que a sua pintura possa oferecer?
Na minha pintura, procuro transmitir algo que provoque sentimentos e sensações. Procuro que as minhas obras não deixem ninguém indiferente, seja através das formas fluidas e planas, de um movimento aparente de sinfonia cromática ou da mais pura sincronia da cor.
 José Serrano    Diário do Alentejo
https://www.facebook.com/diariodoalentejo/photos/a.107586039333551/2168421493249985/?type=3 


Uma imagem bonita
Inauguração Exposição Biblioteca Municipal de Odemira 15 mar 2019
Inauguração Exposição Biblioteca Municipal de Odemira 15 mar 2019
Inauguração Exposição Biblioteca Municipal de Odemira 15 mar 2019
Inauguração Exposição Biblioteca Municipal de Odemira 15 mar 2019
Galeria
.
Exhibition by Artur Efigénio. The works "Nascer", "Submerso", "Chegar" and "Brumas" will now be available to visitors in one of the most prestigious and stunning art galleries in the Algarve - Lady in Red Art Gallery. This is an extraordinary place located in the warehouses of the Cooperative Winery of Lagoa next to the national route 125.
Nascer/Submerso/Chegar/Brumas
.
A  Galeria
Galeria
Galeria
Galeria
Galeria
Exhibition "On the threshold of the ephemeral" by Artur Efigénio in the cultural week of the School and Business Center of Sudoeste Alentejano, SA in Odemira - Portugal
Exhibition "No limiar do efémero" by Artur Efigénio in the cultural week of the  EPO - School and Business Center of Sudoeste Alentejano, SA in Odemira - Portugal
Exhibition "No limiar do efémero" by Artur Efigénio in the cultural week of the  EPO - School and Business Center of Sudoeste Alentejano, SA in Odemira - Portugal
Exhibition "No limiar do efémero" by Artur Efigénio in the cultural week of the  EPO - School and Business Center of Sudoeste Alentejano, SA in Odemira - Portugal
Exhibition "No limiar do efémero" by Artur Efigénio in the cultural week of the  EPO - School and Business Center of Sudoeste Alentejano, SA in Odemira - Portugal
Exposição   Sociedade Recreativa  de São Teotónio
Exposição   Sociedade Recreativa  de São Teotónio
Exhibition "No limiar do efémero" by Artur Efigénio in the cultural week of the  EPO - School and Business Center of Sudoeste Alentejano, SA in Odemira - Portugal
Exhibition "No limiar do efémero" by Artur Efigénio in the cultural week of the  EPO - School and Business Center of Sudoeste Alentejano, SA in Odemira - Portugal
Siga A Artur Efigénio!

 


Alimentado por Artmajeur